Natalidade em Portugal

Este ano nasceram mais de 60 mil bebés entre janeiro e novembro, em instalações do Serviço Nacional de Saúde (SNS), mais do que os 59.171 que nasceram no período homólogo de 2022.


Segundo os dados divulgado pela Direção Executiva do SNS (DE-SNS) nasceram 60.613 crianças. E mesmo no período de junho a novembro, o SNS realizou este ano mais partos do que no ano passado: 34.274 este ano em comparação com 33.903 em 2022.


Só na Região de Lisboa e Vale do Tejo (LVT), excluindo o Centro Hospitalar do Oeste (encerrado parte do ano para a realização de obras no seu bloco de partos), “de janeiro a novembro de 2023, nasceram 22.629 crianças versus 22.018 em 2022 (ou seja, um crescimento de cerca de 3%)”.


Nos meses de julho a novembro, o INEM orientou 111 grávidas para hospitais privados (convencionados) da região LVT, menos de uma grávida por dia.


“Como todos os dias são efetuados cerca de 69 partos nesta região, tal significa que 99% dos casos tiveram resposta no SNS”, lê-se no comunicado da DE-SNS.


A DE-SNS refere ainda no comunicado que, apesar de todos os problemas a rede do SNS funcionou, não houve nenhuma grávida sem resposta e que todos os partos mais complexos foram feitos no SNS, e, “excluindo algum caso pontual por deficiência na utilização do sistema, a resposta teve sempre um caráter de proximidade”.

imagem do post do Natalidade em Portugal
Voltar