12-12-2023

Gestos que salvam! – Ligue 112 só em caso de emergência!

O INEM recorda que as chamadas que não constituem uma emergência médica sobrecarregam o sistema, pondo em risco a capacidade de resposta do Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM) às verdadeiras emergências, colocando em perigo de vida aqueles que realmente precisam de ajuda imediata. Por essa razão, o INEM lança o apelo: os cidadãos devem ligar o Número Europeu de Emergência – 112 apenas em situações graves ou de risco de vida.

O 112 é o Número Europeu de Emergência, sendo comum, para além da saúde, a outras situações tais como incêndios, assaltos ou roubos. As chamadas efetuadas para o 112 são atendidas pela PSP e pela GNR, nas Centrais de Emergência. O 112 canaliza apenas para os Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do INEM as chamadas que à saúde digam respeito.

Deverá ligar 112 em caso de emergência médica, como por exemplo, nas seguintes situações:

  • Alteração do estado de consciência;
  • Suspeita de AVC (alteração da fala, face ou força);
  • Engasgamento (após tentar ajudar);
  • Dificuldade em respirar;
  • Acidentes com feridos(s);
  • Dor no peito;
  • Hemorragias abundantes ou incontroláveis;
  • Queimaduras graves ou em zonas sensíveis.


O INEM apela mais uma vez à utilização responsável do 112, solicitando que o cidadão ligue apenas em situações emergentes, e que aguarde que a chamada seja atendida pelos profissionais do CODU, ao invés de desligar e tornar a ligar. Esta ação vai colocar a chamada no fim da fila de chamadas em espera, apenas servindo para atrasar o atendimento da mesma.

Em todas as outras situações não emergentes, o cidadão deve entrar em contacto com o SNS 24, através do número 808 24 24 24 – para referenciação e aconselhamento adequados.

Colabore com o INEM. Ligue 112 só em caso de emergência.

imagem do post do Gestos que salvam! – Ligue 112 só em caso de emergência!
Voltar