10-08-2022

COVID-19 | 12.075 transportes realizados em julho

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e os seus parceiros no Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM) realizaram, de 3 a 31 de julho, 12.075 transportes de utentes com suspeita de infeção por SARS-CoV-2.


No período em análise, os meios de emergência médica pré-hospitalar realizaram, a nível nacional, 12.075 transportes de suspeita de infeção por SARS-CoV-2. Os meios afetos à Delegação Regional do Norte (DRN) registaram 4.736 transportes e os da Delegação Regional do Sul (DRS) 4.144. No caso da Delegação Regional do Centro (DRC), foram efetuados 2.537 transportes e a DRS-Algarve registou 658. De acordo com as normas em vigor, a definição de caso suspeito de COVID-19 é qualquer situação de falta de ar (dispneia) triada pelos Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do INEM.


Apesar do INEM ter ainda em prontidão as quatro Equipas de Enfermagem de Intervenção Primária (EEIP), responsáveis pelas colheitas biológicas para análise à COVID-19, em julho, somente a equipa da DRS efetuou 11 colheitas para diagnosticar a infeção por SARS-CoV-2.


A 31 de julho o INEM não tinha qualquer registo de casos positivos de COVID-19 entre os seus trabalhadores. Ao todo, desde o início da pandemia 740 trabalhadores do INEM já recuperaram da infeção por SARS-CoV-2.


Apesar da diminuição da atividade relacionada com a COVID-19, consequência da melhoria de toda a situação pandémica, continua a ser fundamental cumprir com as orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS).


Se apresentar dificuldade respiratória, febre, tosse, alterações ou ausência no paladar e/ou olfato, isole-se, faça um teste e ligue SNS24 – 808 24 24 24.


Em caso de emergência ligue 112.
Colabore com o INEM. Juntos podemos salvar vidas e travar a COVID-19.

imagem do post do COVID-19 | 12.075 transportes realizados em julho
Voltar