Recursos humanos no SNS

A taxa de retenção dos médicos recém-especialistas no Serviço Nacional de Saúde (SNS) subiu para 89% em 2021, de acordo com informação avançada pela Secretária de Estado da Saúde, Maria de Fátima Fonseca.


Na audição parlamentar da equipa do Ministério da Saúde no âmbito da proposta do Orçamento do Estado para 2022, que decorreu dia 10 de maio, a governante disse ainda que, comparando dezembro de 2015 com o primeiro trimestre deste ano, há mais 27% de profissionais de saúde no SNS. Destes, explicou, há mais de 7.000 médicos, 11.000 enfermeiros, 2.000 técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica e 11.000 outros profissionais.


Apontou ainda a criação de um mecanismo plurianual de contratações “para num quadro temporal mais dilatado”, para poder “fazer o adequado planeamento, com os profissionais necessários”.


Fonte: SNS

imagem do post do Recursos humanos no SNS
Voltar