29-03-2022

INEM forma 1.253 professores em SBV/DAE nos primeiros seis meses do projeto “SBV/DAE-ESCOLAS”

Desde o início do projeto “SBV/DAE INEM-Escolas”, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) formou 1.253 professores do ensino público secundário em Suporte Básico de Vida e Desfibrilhação Automática Externa (SBV/DAE). Estas formações, que decorrem em várias regiões do país, vão permitir instituir o ensino de SBV/DAE nos estabelecimentos de ensino público secundário.


Após o arranque do projeto “SBV/DAE INEM-Escolas” em setembro de 2021, o INEM organizou um total de 111 formações em vários agrupamentos de escolas do país, num esforço formativo que se irá replicar nos próximos meses. Estas ações permitiram capacitar, até final de fevereiro, 1.253 professores com o curso de SBV/DAE e, destes, 420 completaram também o curso de Formadores em SBV/DAE a docentes (FF-SBV/DAE).


O objetivo é a implementação e difusão massiva do ensino de SBV/DAE no ensino secundário, após o protocolo firmado entre os Ministérios da Saúde e Educação e que envolveu Centros de Formação de Agrupamentos de Escolas (CFAE) das zonas Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve.


As formações estão ao cargo dos Centros de Formação (CF) das delegações regionais do INEM. Desde setembro de 2021 e até ao final de fevereiro, o CF da Delegação Regional do Norte formou 197 professores em SBV/DAE e 170 em FF-SBV/DAE. O CF afeto à Delegação Regional do Centro formou 492 professores em SBV/DAE e 233 em FF-SBV/DAE. Já o CF da Delegação Regional do Sul formou 564 professores em SBV/DAE e 17 em FF-SBV/DAE.


De acordo com o conceito de “Cadeia de Sobrevivência”, existe um conjunto de procedimentos e atitudes que, quando desencadeados de forma adequada e eficaz, aumentam a possibilidade de sobrevivência de vítimas de paragem cardiorrespiratória. É por isso fundamental que, quem presencia este tipo de ocorrência, reconheça a gravidade da situação e saiba como atuar, ligando de imediato 112 e iniciando manobras de SBV com DAE, vulgarmente chamadas manobras de reanimação. O conhecimento e o domínio destes procedimentos podem salvar vidas e devem, por isso, ser incorporados desde cedo na vida de cada cidadão.

imagem do post do INEM forma 1.253 professores em SBV/DAE nos primeiros seis meses do projeto “SBV/DAE-ESCOLAS”
Voltar