17-11-2021

40 ANOS INEM | Em 1987 era inaugurado o serviço de emergência médica para recém-nascidos

Hoje, dia 17 de novembro, assinala-se o Dia Mundial da Prematuridade. É, pois, uma boa razão para recordarmos a inauguração do Subsistema de Transporte de Recém-Nascidos de Alto Risco, iniciado pelo Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) em 1987.


Em 1985, a taxa de mortalidade perinatal em Portugal era de 21,15% por cada mil nascimentos. A título de curiosidade, no mesmo ano, a Suíça apresentava uma taxa de 8%. Por outro lado, durante a década de 80, grande parte dos bebés em situações de risco eram ainda transportados em condições inadequadas, o que agravava os prognósticos. Perante este cenário, foi solicitado ao INEM a organização de um sistema que beneficiasse os recém-nascidos.


Foi assim que, a 5 de janeiro de 1987, tinha início o “novo” serviço de emergência a recém-nascidos em “situação de alto risco e prematuros”, que numa primeira fase funcionava apenas em Lisboa.  No início, este subsistema encontrava-se localizado no Serviço de Pediatria do Hospital de Santa Maria, para efeitos de controlo e gestão.


Dotado de três ambulâncias equipadas com incubadoras “ultramodernas”, cada unidade contava com um motorista-socorrista da Cruz Vermelha Portuguesa, um Enfermeiro e um Médico, especialista em Neonatologia, que realizavam o o transporte de recém-nascidos às unidades de saúde onde pudessem receber o tratamento adequado, nomeadamente os Hospitais de Santa Maria, D. Estefânia e Maternidade Alfredo da Costa. Posteriormente, o serviço foi alargado ao centro e ao norte do país, Coimbra e Porto, respetivamente.


O atual Transporte Inter-hospitalar Pediátrico (TIP) do INEM


Anos mais tarde, este Subsistema deu origem ao Transporte Inter-hospitalar Pediátrico (TIP), o serviço do INEM que se dedica ao transporte de recém-nascidos e doentes pediátricos em estado crítico entre Unidades de Saúde.


As ambulâncias que asseguram este serviço dispõem de uma tripulação constituída por um Médico, um Enfermeiro e um Técnico de Emergência Pré-hospitalar (TEPH). Estão equipadas com todo o material necessário à estabilização de doentes dos zero aos 18 anos de idade, permitindo o seu transporte para hospitais onde existam unidades diferenciadas com capacidade para o seu tratamento. O serviço tem uma cobertura nacional e funciona 24 horas por dia, todos os dias do ano.

imagem do post do 40 ANOS INEM | Em 1987 era inaugurado o serviço de emergência médica para recém-nascidos
Voltar