10-03-2021

Revista Portuguesa de Cardiologia: contacto com o 112 permite tratamento mais rápido em caso de EAM

A Revista Portuguesa de Cardiologia publicou um artigo científico que analisa a evolução do desempenho do projeto europeu Stent for Life em Portugal, entre os anos 2011 e 2016.


Esta análise conclui, entre outras, que a percentagem de doentes que ligou 112 e foi referenciada pelo INEM para um centro com capacidade para executar angioplastia primária aumentou. Segundo os dados apresentados, quem ligou 112 apresenta menos tempo até ao primeiro contacto médico (60 minutos versus 132 minutos), menos tempo até fazer o Eletrocardiograma (ECG) (6 minutos versus 16 minutos), bem como menores tempos até reperfusão (180 minutos versus 257 minutos).


Fica assim demonstrado que se verificou uma evolução positiva em diversos indicadores no tratamento e encaminhamento de doentes com suspeita de Enfarte Agudo do Miocárdio (EAM).


O EAM continua a ser uma causa significativa de mortalidade em Portugal. Se os utentes que sofrem de EAM forem corretamente encaminhados, diminuindo o tempo de acesso ao tratamento adequado, poderão, na sua grande maioria, recuperar praticamente sem sequelas, permitindo o regresso a uma vida normal.


Em caso de apresentar dor no peito, por vezes com irradiação ao braço esquerdo, costas e pescoço, podendo ser acompanhada de suores, náuseas, vómitos, falta de ar e ansiedade, ligue 112.


Colabore com o INEM. Juntos, podemos salvar vidas!

imagem do post do Revista Portuguesa de Cardiologia: contacto com o 112 permite tratamento mais rápido em caso de EAM
Voltar