Terapêutica nutricional em doente internados com COVID-19

A Direção-Geral da Saúde atualizou a Orientação 021/2020, relativa à terapêutica nutricional no doente com COVID-19, que reforça que os doentes internados com COVID-19, nomeadamente os doentes mais graves e especificamente os doentes críticos, devem contar com terapêutica nutricional.


Através desta atualização, é reforçada a importância de manter a identificação sistemática do risco nutricional a todos os doentes hospitalizados e de se dar continuidade ao acompanhamento nutricional dos doentes no período pós-alta hospitalar.


O maior conhecimento desta doença e das estratégias necessárias para evitar a sua transmissão, bem como a ausência de escassez de equipamentos de proteção individual, tornam possível manter os procedimentos já instituídos numa fase pré-pandemia, como por exemplo a identificação sistemática do risco nutricional, procurando assim manter a qualidade dos cuidados de saúde prestados a todos os doentes (COVID e não COVID).


A OT reforça ainda a importância dos suplementos nutricionais orais no contexto da abordagem terapêutica a estes doentes. A experiência clínica tem mostrado a sua relevância no contexto dos doentes com COVID-19 hospitalizados em enfermarias.


Um outro aspeto a salientar com a alteração desta orientação é a necessidade de reforçar os Serviços de Nutrição, quer pela importância da intervenção nutricional no contexto da abordagem terapêutica do doente com COVID-19, quer também no contexto do aconselhamento alimentar e nutricional necessário para a otimização do estado nutricional e do bom controlo metabólico dos doentes com patologia crónica que são considerados fatores de risco para um pior prognóstico da COVID-19.


Mais informações no site da DGS.

imagem do post do Terapêutica nutricional em doente internados com COVID-19
Voltar