16-10-2020

COVID-19: Contactos com CIAV por exposição ao álcool gel aumentaram 340%

O Centro de Informação Antivenenos (CIAV) do INEM registou este ano um aumento de 340% de chamadas relacionadas com a exposição ao álcool gel, mas com relatos de situações de baixa gravidade.

 

Fátima Rato, médica responsável pelo CIAV, explicou, em declarações à agência Lusa, que em 2019 receberam 150 chamadas relacionadas com situações de exposição ao álcool gel e que em 2020 e até à meia-noite de quarta-feira foram feitos 531 contactos com o CIAV.

 

“Isto é facilmente explicável uma vez que é um produto que não usávamos quase nunca e que agora passamos a viver com ele”, disse adiantando que se verificou uma prevalência de chamadas em março, abril e maio, que atribui ao facto de as famílias estarem mais em casa com acesso mais facilitado ao produto.

 

Segundo Fátima Rato, 52% dos casos eram situações com adultos e 48% com crianças, especialmente entre um e quatro anos (174 casos).

 

Em todos os casos de atendimento na linha 800 250 250 as situações relatadas eram de baixa gravidade, mas a responsável do CIAV alertou para uma maior vigilância relativa a estes produtos, em especial no transvase para recipientes não identificados.

 

“A gravidade é baixa e sem grandes consequências. Até durante o período de confinamento conseguimos controlar a esmagadora maioria das situações em casa”, disse adiantando que é sempre uma mais valia ligar para o CIAV antes de tomar qualquer medida em caso de contacto ocular ou ingestão da substância aconselhando a nunca provocar o vómito.

 

Fonte: Lusa

imagem do post do COVID-19: Contactos com CIAV por exposição ao álcool gel aumentaram 340%
Voltar