Ministra apela a cumprimento de regras para inverter tendência crescente de novos casos

No dia em que Portugal registou o mais elevado número de novos casos de infeção (2.072), a Ministra da Saúde alertou para «uma tendência crescente, que tenderá a agravar-se nos próximos dias», caso não haja uma alteração de comportamentos da população.

 

A tendência de agravamento tem por base cálculos matemáticos feitos pelo INSA, que apontam para «perto de três mil casos dentro de alguns dias», afirmou hoje a governante durante a conferência de imprensa sobre a evolução epidemiológica da pandemia em Portugal.

 

Marta Temido salientou que estes números não têm em conta as medidas decididas e anunciadas hoje, dia 14 de outubro, em Conselho de Ministros, como o uso de máscara na via pública ou a redução para cinco pessoas do limite máximo de ajuntamentos. A governante apelou para o cumprimento das regras, caso contrário Portugal irá «enfrentar uma situação de contágio crescente que tenderá a agravar-se nos próximos dias».

 

A governante sublinhou que a inversão dos modelos matemáticos depende daquilo que sejam as medidas que coletivamente se tomem, pelas organizações, pelo Governo e pela população.

 

Marta Temido assinalou ainda que a doença está a atingir sobretudo as faixas etárias entre os 20 e os 49 anos.

 

«Todos aqueles que têm a aspiração de fazer as suas vidas, regressarem à normalidade, é importante terem presente que a doença não desapareceu e que só juntos poderemos enfrentar esta nova fase de crescimento e dar resposta a esta prova muito dura. Depende de todos estarmos à altura», observou.

 

Fonte: SNS

imagem do post do Ministra apela a cumprimento de regras para inverter tendência crescente de novos casos
Voltar