04-08-2020

Gestos que salvam – Queimaduras Solares

É com o calor que grande parte da população goza as suas férias e as idas à praia começam. As queimaduras solares são provocadas pela exposição ao sol, por períodos maiores ou menores, dependendo da hora do dia e também do tipo de pele de cada um, apresentando consequências nefastas para a saúde.

 

Para evitar queimaduras solares deve:

  • Evitar a exposição solar entre as 11h30 e as 16h30;
  • A melhor proteção é a sombra e o vestuário. Aplique um protetor solar com índice de proteção superior a 20, com especial atenção para as crianças que habitualmente necessitam de índices de proteção mais elevados;
  • Os bebés, crianças e idosos: não devem ser expostos ao sol a horas críticas, ou por longos períodos, nem devem ser sujeitos a temperaturas altas, porque para além das queimaduras solares, existe o risco de desidratação. Para evitar que desidratem, dê-lhes a beber regularmente água e sumos naturais não açucarados;
  • Não adormeça ao sol: movimente-se e refresque-se regularmente;
  • Tenha em consideração que mesmo nos dias nublados os raios UV podem provocar queimaduras solares expressivas (os vulgares “escaldões”);
  • Coma fruta fresca e legumes e ingira líquidos não alcoólicos para evitar a desidratação.

 

 

Siga as recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS).

 

Colabore com o INEM.
Juntos, podemos salvar vidas!

imagem do post do Gestos que salvam – Queimaduras Solares
Voltar