18-06-2020

Números da Via Verde de AVC

Os Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) acionaram a Via Verde do Acidente Vascular Cerebral (VVAVC) por 1.996 ocasiões nos primeiros 5 meses de 2020. O acionamento da VVAVC é a garantia de que utentes com sinais e sintomas de AVC são corretamente assistidos e encaminhados para a Unidade Hospital melhor preparada para os receber.

 

Apesar da diminuição global das chamadas atendidas nos CODU do INEM durante o início da pandemia de COVID-19, registou-se somente uma ligeira diminuição da ativação da VVAVC na segunda quinzena de março e primeira de abril. Em 2019, A VVAVC foi acionada por 4263 ocasiões, cerca de 350 acionamentos mensais, estando os números deste ano em linha com os do ano passado. Este facto demonstra que o INEM e o Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM) mantiveram toda a disponibilidade para a prestação de cuidados de emergência pré-hospitalar.

 

O AVC continua a ser uma das principais causas de morte e de morbilidade em Portugal no conjunto das doenças cardiovasculares. As primeiras horas após o início dos sintomas de AVC são essenciais para o socorro da vítima. Falta de força num braço, boca ao lado ou dificuldade em falar, são sinais e sintomas que podem indicar a ocorrência de um AVC. Se estes sinais forem reconhecidos, ligar o Número Europeu de Emergência – 112 é a atuação mais adequada, pois a rápida intervenção médica especializada é vital para o sucesso do tratamento e posterior recuperação do doente.

 

Apesar de vivermos num contexto de pandemia de COVID-19, as unidades hospitalares definiram circuitos distintos para utentes que sintomatologia COVID-19, garantindo toda a segurança dos utentes.

 

Em caso de acidente o doença súbita, ligue 112. Colabore com o INEM. Juntos, podemos salvar vidas!

imagem do post do Números da Via Verde de AVC
Voltar