12-06-2020

Balanço da Missão do INEM em São Tomé e Príncipe

Uma equipa do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) esteve 26 dias em missão em São Tomé e Príncipe. A pedido do governo são-tomense, os profissionais do INEM integraram a resposta de apoio da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da União Europeia ao surto de COVID-19.

 

Ao longo da missão, o trabalho desenvolvido pelos quatro profissionais do INEM consistiu em prestar apoio na montagem e materialização efetiva da estrutura de um Hospital de Campanha. Houve necessidade de avaliar as estruturas já existentes e rever o seu planeamento para que fosse possível definir circuitos com segurança para os profissionais, utentes e restante comunidade.

 

Para além da preparação do Hospital de Campanha, a equipa de profissionais do INEM reabilitou e readaptou o Serviço de Cuidados Especiais do Hospital Ayres Menezes e ministrou também formação, dirigida a médicos e enfermeiros tanto do Hospital de Campanha como do Hospital Ayres Menezes, dando todo o apoio técnico necessário à Direção de Cuidados de Saúde de São Tomé e Príncipe.

Mais do que formar e estruturar as equipas de saúde para combater a Covid-19, a missão do INEM em nome da OMS, reforçou a capacidade do hospital central Ayres de Menezes, para dar resposta a situações de emergência médica.

 

O Ministro da Saúde de São Tomé e Príncipe, Edgar Neves, acompanhado pela representação da OMS e pela Equipa do INEM, visitou a nova configuração do Hospital de Campanha, que passou a estar preparada para receber doentes suspeitos de COVID-19, e as instalações da unidade de cuidados especiais do Hospital Ayres Menezes. Na visita em questão, a OMS instalou os primeiros cinco ventiladores na unidade dos cuidados especiais do Hospital Ayres de Menezes, no âmbito da luta contra a Covid-19. Para além dos ventiladores, foi ainda doado diverso material clínico com vista ao combate à pandemia.

 

Em declarações à rádio local VOA, a Médica Ana Correia, Chefe de Missão da Equipa do INEM, garantiu que o material que foi entregue e o trabalho que foi desenvolvido deixou o país “melhor preparado para o atendimento aos casos graves da covid-19”.

 

A Equipa do INEM regressou a Portugal no passado dia 10 de junho, expressando a vontade e o compromisso de dar continuidade ao trabalho de parceria que foi estabelecido com o sistema nacional de saúde de São Tomé e Príncipe. O trabalho desenvolvido por esta equipa foi enaltecido pelo Governo são-tomense e demais estruturas de saúde, que sentem que a capacidade de resposta à Covid-19 foi reforçada mas também a capacidade do Hospital central, sendo evidente uma melhoria no sistema de saúde.

 

O INEM integra desde o inicio de 2019 as equipas EMT certificadas pela OMS. Estas equipas têm como missão a prestação de cuidados de saúde, garantido os padrões de qualidade definidos pela OMS em cenários de catástrofes, surtos ou outros cenários de emergências médicas.

imagem do post do Balanço da Missão do INEM em São Tomé e Príncipe
Voltar