Fatores de risco cardiovasculares 

Mais de metade dos portugueses são obesos ou pré-obesos e 43% têm hipertensão arterial, conclui um estudo do divulgado esta terça-feira, 4 de fevereiro, pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA).

 

O estudo e_COR – Prevalência de Fatores de Risco Cardiovasculares na População Portuguesa revela que a população portuguesa necessita de controlar melhor os seus fatores de risco para doenças cérebro e cardiovasculares.

 

Os autores do estudo indicam que 68% da população apresenta dois ou mais fatores de risco para doenças cardiovasculares e 22% quatro ou mais. Os fatores de risco mais relevantes são a diabetes mellitus, colesterol elevado, hipertensão arterial, pré-obesidade/obesidade e tabagismo.

 

Os investigadores defendem que os dados recolhidos mostram a necessidade de as autoridades de saúde «desenvolverem estratégias para rastrear a população em geral quanto aos fatores de risco para as doenças cardiovasculares e promovam medidas de estilo de vida adequadas e literacia em saúde».

 

O estudo, que avaliou uma amostra de 1.688 pessoas através de exame físico, análises clínicas e um questionário, indica ainda que, «não obstante o decréscimo verificado nos últimos anos, as doenças cérebro-cardiovasculares continuam a ser a principal causa de morte em Portugal e a esperança de vida saudável aos 65 anos de idade é inferior à média europeia».

 

De acordo com os dados divulgados, o estudo estimou prevalências de diversos determinantes de saúde, nomeadamente a dieta inadequada (71,3%), pré-obesidade/ obesidade (62,1%), hipertensão arterial (43,1%), hábitos tabágicos (25,4%) e nível baixo de atividade física (29,2%).

 

Os investigadores salientam também «o elevado grau de desconhecimento dos indivíduos em relação

 

à sua situação clínica e à medicação prescrita», sublinhado que estes dados reforçam «a necessidade de melhorar a literacia em saúde».

 

O relatório do Estudo e_COR – Prevalência de Fatores de Risco Cardiovasculares na População Portuguesa vai ser apresentado esta terça-feira, pelas 14h30, no auditório do INSA em Lisboa.

 

Fonte: SNS

imagem do post do Fatores de risco cardiovasculares 
Voltar