29-01-2020

Obrigado INEM – “Ao que sei, ´voaram´para responder ao pedido de emergência!“

Serve a presente carta para fazer chegar uma palavra de gratidão a uma equipa do INEM que no passado dia 9 de março pelas 14h mais ou menos, respondeu prontamente a uma chamada de emergência que chegou do Cabouco, uma aldeia da freguesia de Ceira, muito próxima da cidade de Coimbra.

 

Gostaria de me dirigir à equipa de modo personalizado, saber nomes, mas não sei…! Sei sim, que estava uma médica, e julgo que um médico e um enfermeiro… era uma equipa de três pessoas, talvez haja algum lapso nas funções… Ao que sei, “voaram” para responder ao pedido de emergência, chegaram muito rápido e fizeram tudo, tudo para salvar o meu pai: José Dias Videira.

 

Infelizmente não conseguiram, mas sei que fizeram tudo, todos me dizem que fizeram, que foram incansáveis… sei que se sentaram com a minha mãe e com o meu irmão e que lhes procuraram dizer o desfeche o melhor que vos foi possível… Eu nessa altura estava no carro, na autoestrada a viajar do Porto para Coimbra, longe de imaginar que não voltaria a ver o Pai com vida.

 

Quero acreditar à luz da fé, que ele está em paz, nós também iremos ficar. Apesar da dor ser enorme e tudo me parecer inexplicável e quase irreal, olho e tenho que alimentar a gratidão, no meio disto tudo, tenho que “ler e ver” o bem que aconteceu e acontece, para continuar a olhar a vida com esperança.

 

Por isso, a minha gratidão a essa equipa, que fez tudo… E que diariamente fazem tudo para salvar vidas. Peço-vos que o continuem a fazê-lo mesmo que às vezes, não consigam… Nunca desistam de fazer bem e com alma o pouco ou muito que podem.

 

E quando tiverem que dar notícias tristes e dolorosas, façam-no assim, com humanidade, com bondade, delicadeza e profundo respeito por aqueles a quem vos é dado partilhar a dura e difícil realidade da vida e da finitude dela.

 

Talvez não haja muita gente a escrever-vos quando o rasto que fica não é de alegria, mas acredito mesmo que fizeram tudo e que também precisam de sementes de esperança para abraçar a vossa missão com paixão e com garra, mesmo quando fizeram tudo e ainda assim, não deu.

 

Continuem a dar o vosso melhor com amor e entusiasmo, precisamos imenso de vós e que sejam excelentes profissionais e muito humanos (nunca esqueçam esta parte) a salvar vidas, ao serviço saúde e das emergências que inesperadamente vos são encaminhadas.

 

Dirijo-me a esta equipa concreta, mas gostaria de me dirigir a cada homem e a cada mulher que está ao serviço do INEM, desde o telefone, ao carro, à ambulância, a todos os bastidores que não conheço e que todos os dias fazem coisas simples ou muito complicadas, “loucuras” e “milagres” para salvar vidas.

 

Continuem a ser “extraordinários” na vida diária, o vosso serviço, as vossas palavras, instruções, atenção, os vossos gestos, as vossas ações, o vosso modo de ser e estar fazem o mundo melhor.

 

Obrigada, ainda bem que existem!
Com estima e gratidão,

 

Idalécia Vieira

 

Intervieram nesta ocorrência e estão de parabéns os(as) seguintes profissionais do INEM e do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra:

 

Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU):
Técnico(as) de Emergência Pré-Hospitalar (TEPH): Ana Madalena Paulo (CODU Norte), Tânia Sequeira (CODU Centro), Rui Silva (CODU Centro), Manuela Silva (CODU Centro) e Raquel Simão (CODU Centro)
Médica Reguladora: Maria Filipa Vieira (CODU Centro)

 

Ambulância de Emergência Médica Coimbra 1:
TEPH: Ana Isabel Lança e Ana Rita Fernandes

imagem do post do Obrigado INEM – “Ao que sei, ´voaram´para responder ao pedido de emergência!“
Voltar