Exemplo luso na Luta contra a Droga

20 anos da Estratégia Nacional de Luta Contra a Droga

 

A Estratégia Nacional de Luta contra a Droga, que comemora este ano o seu vigésimo aniversário, foi elogiada pelo jornal espanhol El País como um exemplo de abordagem inovadora, que permitiu  descriminalizar o consumo e reconhecer a toxicodependência como um problema de saúde. O artigo cita o Diretor-Geral do Serviço de Intervenção nos Comportamento Aditivos e nas Dependências (SICAD), João Goulão que explica como uma estrutura de coordenação nacional juntou os ministérios e serviços com responsabilidades nesta área, os profissionais e a  sociedade civil.

 

Ao longo dos 20 anos, Portugal investiu em políticas de redução de riscos e de minimização de danos, como o programa de troca de seringas, as equipas de rua, os gabinetes de apoio para toxicodependentes sem enquadramento sociofamiliar, os pontos de contacto e de informação, os programas de substituição em baixo limiar de exigência, os centros de acolhimento, de prevenção, de tratamento e de reinserção ou, muito recentemente, a criação dos primeiros espaços de consumo vigiado.

 

Através da Estratégia Nacional de Luta Contra a Droga foi possível atingir progressos notáveis, de que a diminuição do número de mortes por overdose, a diminuição do consumo por via injetável e a diminuição das incidências de VIH, hepatites e tuberculose entre consumidores de drogas injetáveis são bons exemplos.

 

Para mais informações consulte aqui o artigo do El País.

 

Fonte: SNS

imagem do post do Exemplo luso na Luta contra a Droga
Voltar