24-04-2019

CODU Mar avalia situação clínica de passageiro do Navio “AIDADIVA” resgatado ao largo da Costa Oeste

A Marinha, através do Centro de Coordenação de Busca e Salvamento (MRCC Lisboa), coordenou a operação de resgate de um passageiro alemão que se encontrava ao largo de Peniche, no navio de passageiros ‘AIDADIVA’, que necessitava de cuidados médicos.

 

Segundo refere em comunicado a Marinha, após a chamada de urgência, efetuada pelo navio de passageiros para o MRCC Lisboa, e após avaliação do INEM – Centro de Orientação de Doentes Urgentes no Mar (CODU-Mar), entidade com competência para avaliar a situação clínica e para determinar qual a modalidade de evacuação, foi decidido que, face ao quadro clínico existente, foi imediatamente empenhado um helicóptero EH-101 Merlin da Força Aérea Portuguesa que resgataria o doente a cerca de 20 milhas náuticas (a cerca de 37 km) ao largo da costa Oeste.

 

O passageiro do navio de passageiros operado pela linha de cruzeiros alemã AIDA Cruises, de 72 anos de idade e acompanhado da esposa, chegou ao Aeródromo de Trânsito N°1 (AT1) em Lisboa, sendo posteriormente encaminhado para uma Unidade Hospitalar da cidade de Lisboa.

 

O Centro de Orientação de Doentes Urgentes Mar (CODU-Mar) tem por missão prestar aconselhamento médico a situações de emergência que se verifiquem a bordo de embarcações.

 

O CODU-Mar é constituído por uma equipa de médicos que garantem apoio 24 horas por dia, com a cooperação das estações Radionavais, estações Costeiras, Centros Navais de Busca e Salvamento e com a Autoridade Marítima Local (Capitanias de Portos).

 

Uma equipa de médicos garante os cuidados a prestar, procedimentos e terapêutica a administrar à vítima, podendo também acionar a evacuação do doente, organizar o acolhimento em terra, e encaminhá-lo para o serviço hospitalar adequado.

 

Fonte: Alvorada

imagem do post do CODU Mar avalia situação clínica de passageiro do Navio “AIDADIVA” resgatado ao largo da Costa Oeste
Voltar