17-04-2019

847 doentes assistidos em 15 dias de atividade em Mafambisse

No Módulo de Emergência Médica do INEM (Pt EMT – Hospital de Campanha) a funcionar em Mafambisse, já foram assistidas entre os dias 1 e 15 de abril, um total de 847 pessoas, 427 do sexo feminino e 420 do sexo masculino. 74% das pessoas assistidas no módulo do INEM tinham entre 18 e 64 anos de idade, 17% tinham menos de 18 anos e cerca de 9% mais de 64 anos de idade.

 

Noventa e oito pessoas foram assistidas por patologias relacionadas com trauma, 75 foram observados devido a infeções do sistema respiratório, febre, diarreia ou outras. A maior parte das assistências médicas ficou a dever-se a outros problemas de saúde de menor gravidade. Foram ainda diagnosticados catorze casos de malária, quinze de tuberculose e um de varicela.

 

Para além da atividade clínica desenvolvida no Hospital de Campanha, os profissionais do INEM prestam ainda apoio ao Centro de Saúde de Mafambisse, nas áreas de internamento, sala de partos e consultas externas, numa colaboração direta com os profissionais de saúde locais, designadamente no que respeita à assistência e orientação dos doentes mais urgentes.

 

A par da atividade clínica, a Equipa de profissionais do INEM tem visitado escolas, empresas e outras instituições locais, com o objetivo de sensibilizar a comunidade para temas como a prevenção da doença, cuidados de higiene e promoção da saúde.

 

Paralelamente, o INEM mantém a sua participação nos briefing’s de coordenação do Emergency Medical Team Coordination Cell (EMTCC), nas reuniões do Health Cluster lideradas pelo Ministério da Saúde de Moçambique, assim como nos briefing’s Inter Cluster que a United Nations Disaster Assessment and Coordination Team (UNDAC Team) promove.

 

O Pt EMT é constituído por uma equipa portuguesa de profissionais de saúde que tem como objetivo prestar cuidados de saúde a populações afetadas por emergências complexas ou catástrofes, em apoio ao sistema de saúde local. Para tal, dispõe de uma organização que lhe permite realizar:

 

  • A triagem e avaliação inicial de vítimas;
  • A estabilização inicial e a referenciação de um elevado número de vítimas de trauma ou doença;
  • O tratamento definitivo de situações minor de trauma ou doença;
  • O recurso a suporte imagiológico por RX;
  • Em situação de exceção, a criação de um fluxo de estabilização inicial de vítimas e controlo da evacuação secundária para os hospitais de referência.

 

Recorde-se que o Pt EMT do INEM foi o primeiro Módulo de Emergência Médica a obter a certificação da OMS em 2019, tendo sido ativado para Moçambique cerca de uma semana depois de ter sido certificado.

 

Este reconhecimento garante que o PT EMT do INEM cumpre todos os padrões necessários para projeção nacional e internacional na resposta a situações de catástrofe ou conflito.

imagem do post do 847 doentes assistidos em 15 dias de atividade em Mafambisse
Voltar