28-09-2018

Dia Mundial do Coração: 552 doentes encaminhados pelo INEM através da Via Verde Coronária

Por ocasião do Dia Mundial do Coração que se assinala amanhã, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) divulga o registo, em 2018, de 552 casos de Enfarte Agudo do Miocárdio (EAM) encaminhados através da Via Verde Coronária. O INEM aproveita ainda a ocasião para recordar a importância de reconhecer os sintomas de um EAM e pedir de imediato ajuda através do Número Europeu de Emergência, 112.

 

Os dados referentes a 2018 (até dia 27 de setembro) mostram que os distritos com maior número de doentes encaminhados pelo INEM através da Via Verde Coronária foram Porto e Lisboa, com 124 e 121 casos, respetivamente, revelando ainda o encaminhamento de 57 casos no distrito de Setúbal, 51 em Faro e 37 em Braga. Os dados existentes indicam também que a maioria dos doentes encaminhados pelo INEM são do sexo masculino (415 homens e 134 mulheres).

 

Em 70% dos casos decorreram menos de duas horas entre a identificação dos sinais e sintomas e o encaminhamento da vítima através desta Via Verde, enquanto que em 24% o processo foi efetuado entre as duas horas e as doze horas de evolução da sintomatologia. Os 6% restantes dizem respeito a situações com mais de doze horas de evolução.

 

Para aumentar o número de doentes com EAM que são encaminhados através da Via Verde Coronária nas primeiras horas, é essencial que os cidadãos conheçam os sinais e sintomas de alerta do EAM e saibam como utilizar o Número Europeu de Emergência – 112.

 

Dor no peito de início súbito, com ou sem irradiação ao membro superior esquerdo, costas ou mandíbula, suores frios intensos, acompanhados de náuseas e vómitos, são alguns dos sinais que podem indicar um EAM. O reconhecimento precoce dos sinais e sintomas do EAM é fundamental e deve motivar o contacto imediato com o 112. Esta é a via preferencial dado que reduz o intervalo de tempo até ao início da avaliação, diagnóstico, terapêutica e agilização do transporte para a unidade hospitalar mais adequada.

 

O Centro Hospitalar de São João – Hospital de São João (70), o Hospital de Braga (64), o Centro Hospitalar e Universitário do Algarve – Hospital de Faro (51), o Centro Hospitalar Lisboa Central – Hospital de Santa Marta (51) e o Centro Hospitalar Lisboa Norte – Hospital de Santa Maria (40) foram as Unidades Hospitalares que receberam o maior número de casos encaminhados pelo INEM através da Via Verde Coronária.

 

O INEM encaminha as vítimas de Enfarte Agudo do Miocárdio que recorrem ao 112 para os Hospitais adequados através desta Via Verde, permitindo um tratamento mais rápido e eficaz nas unidades de cuidados intensivos coronários ou salas de hemodinâmica. O encaminhamento dos doentes é feito com base em critérios clínicos específicos, visando o rápido tratamento de determinados tipos de EAM, nomeadamente aqueles casos em que existe indicação para a realização de cateterismo cardíaco.

 

Está demonstrado que, quanto menos tempo decorrer entre o início dos sintomas e o contacto com o 112, mais rapidamente será feito o diagnóstico e iniciado o tratamento, permitindo reduzir a mortalidade e as sequelas associadas ao EAM. Acresce que algumas das medidas terapêuticas mais eficazes para tratamento do EAM apenas têm indicação para serem implementadas nas primeiras horas de evolução da doença, sendo essencial o contacto imediato para o 112 em caso de suspeita de EAM.

 

O EAM é uma das principais causas de morte em Portugal, ocorrendo quando se dá uma interrupção súbita do fluxo de sangue nas artérias do coração (coronárias). A realização de exames médicos de rotina, os hábitos de vida saudáveis, a prática de desporto de forma regular, evitar o tabaco e a vida sedentária são algumas das formas de prevenção eficazes e acessíveis a todo o cidadão.

 

Existem alguns conselhos importantes para proceder perante a suspeita de um EAM: além de ligar imediatamente o 112, manter uma atitude calma, sentar o doente, evitar que este faça qualquer tipo de esforço físico como levantar-se, caminhar ou até falar. Estes procedimentos simples podem impedir o agravamento do EAM.

 

Quanto maior for o conhecimento do cidadão sobre os sinais e sintomas de alerta do EAM e como utilizar o Número Europeu de Emergência – 112, mais eficiente será a atuação do INEM. Daí a importância de se fazer chegar esta mensagem aos cidadãos.

imagem do post do Dia Mundial do Coração: 552 doentes encaminhados pelo INEM através da Via Verde Coronária
Voltar