15-02-2018

Receitas INEM: Suporte Básico de Vida

A paragem cardiorrespiratória (PCR) é um acontecimento súbito, constituindo-se como uma das principais causas de morte em todo o mundo. O Suporte Básico de Vida (SBV) aumenta substancialmente a probabilidade de sobrevivência da vítima quando iniciado nos primeiros minutos após a paragem cardíaca, e consiste essencialmente em duas ações: compressões torácicas e ventilações. A Receita INEM desta semana é relembrar como fazer SBV.

 

10. 112 12-2
« 1 de 5 »

 

Por isso, após garantir as condições de segurança do local onde se encontra a vítima, verifique se esta está consciente abanando-lhe suavemente os ombros e chamando por ela. No caso de a vítima não responder, considere que está desmaiada (inconsciente) avaliando depois se respira, recorrendo à técnica VOS: Ver se o tórax expande, Ouvir a passagem do ar e Sentir a respiração na face.

 

Caso a vítima não respire, ligue de imediato 112 (ou garanta que alguém o faz), recorrendo à alta voz do seu telemóvel, e se necessário abandonando a vítima.

 

Depois inicie o SBV até a vítima recuperar ou chegar ajuda diferenciada.

 

Como fazer Suporte Básico de Vida?

  • Deite a vítima de costas no chão ou sobre uma superfície rígida.
  • Coloque as suas mãos sobrepostas com os dedos entrelaçados no meio do peito da vítima.
  • Com os braços esticados e perpendiculares ao corpo da vítima, pressione o peito, fazendo com que este baixe visivelmente e alivie. Repita 30 vezes este movimento de compressão e descompressão do peito da vítima a um ritmo de 100 a 120 por minuto.
  • Ao fim das 30 compressões efetue duas ventilações através da boca da vítima. Para isso encha os pulmões de ar e expire para a boca da vítima, tapando-lhe o nariz com os seus dedos e isolando com os seus lábios os da vítima, para que não exista fuga do ar. Embora a ventilação boca-a-boca seja relativamente segura, sem casos de infeção grave descritos, é recomendável a utilização de máscaras de reanimação. Nos casos em que não seja possível fazer ventilações, faça apenas as compressões.
  • Após ventilar, retome as compressões e siga sempre a sequência de 30 compressões torácicas com 2 ventilações. Mantenha as manobras até à chegada de ajuda ou a vítima recuperar.

 

Particularidades do SBV Pediátrico:

  • Logo que verifique que o latente/criança não respira normalmente, faça 5 ventilações apenas com a quantidade de ar necessária para expandir eficazmente o tórax.
  • Adapte as compressões ao tamanho da vítima: se bebé até um ano use apenas 2 dedos e se criança até 8 anos apenas uma mão, deprimindo até 1/3 da altura do tórax.
imagem do post do Receitas INEM: Suporte Básico de Vida
Voltar