14-11-2017

Dia Mundial da Diabetes: 1061 hipoglicemias revertidas pelos TEPH do INEM

Desde o início de 2014 que está disponível em todas as Ambulâncias de Emergência Médica e Motociclos de Emergência Médica do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) um fármaco para utilização em determinadas situações específicas de hipoglicemia, naquela que foi uma nova competência atribuída aos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar (TEPH) do Instituto. Assim, desde 2014, e recorrendo à administração deste fármaco por TEPH do INEM, foi possível reverter com sucesso 1061 hipoglicemias graves, informação que se torna pública no Dia Mundial da Diabetes.

 

Os TEPH do INEM administraram desde o início de 2014 o fármaco em questão por 1061 vezes, permitindo que as vítimas de hipoglicemia grave recebessem um tratamento mais adequado em situações específicas e clinicamente definidas. Só em 2017, foi já possível reverter 132 hipoglicemias graves. De todas as situações nas quais foi administrado o fármaco, foi a região Norte que registou mais utilizações, com 438 (34 em 2017), seguida da região Sul (Lisboa e Vale do Tejo e Algarve) com 396 (45 em 2017), e da região Centro com 227 utilizações (53 em 2017).

 

Este fármaco permite uma rápida recuperação dos níveis baixos de açúcar no sangue, possibilitando que uma vítima de hipoglicemia, dentro de parâmetros clínicos definidos, tenha um tratamento imediato.

 

A aplicação do protocolo de hipoglicemia segue um algoritmo específico e a aplicação do fármaco é precedida de validação médica. Ou seja, esta é uma capacidade que funciona por delegação de competências nos TEPH do INEM, existindo um protocolo de atuação que garante que seja um Médico a validar a utilização do fármaco em questão, garantindo a máxima segurança para o doente.

 

As complicações registadas são reduzidas e de baixa intensidade. Em apenas 46 casos registados desde 2014, os doentes experimentaram, após a aplicação do fármaco, náuseas e vómitos.

 

De notar que o tratamento da hipoglicemia já era efetuado pelas Viaturas Médica de Emergência e Reanimação (VMER) e, igualmente através de protocolo médico, pelas Ambulâncias de Suporte Imediato de Vida (SIV). A extensão desta capacidade ao nível das Ambulâncias de Emergência Médica permitiu claramente melhorar a capacidade de resposta do INEM a estas situações, aumentado assim a eficácia do Sistema Integrado de Emergência Médica.

imagem do post do Dia Mundial da Diabetes: 1061 hipoglicemias revertidas pelos TEPH do INEM
Voltar