Como proceder em Crise Psicológica

Em caso de Crise Psicológica, independentemente da causa, promova um ambiente calmo. Respeite a pessoa em crise. Podendo ocorrer alterações do funcionamento normal, não julgue ou critique as reações. Seja compreensivo e comunique de forma tranquila. Em caso de sintomas de ansiedade, ajude a controlar a respiração e procure ajuda através do Número Europeu de Emergência – 112.

 

Durante a chamada, colabore e responda a todas as perguntas que lhe forem colocadas, atendendo ao aconselhamento transmitido.

 

Quando contactar com o CAPIC:

  • Em situações de crise psicológica,
  • Comportamentos suicidários
  • Vítimas de abuso/violência física ou sexual, entre outras.

 

De igual modo, através das Unidades Móveis de Intervenção Psicológica de Emergência (UMIPE), os psicólogos podem ser acionados para o local das ocorrências onde seja considerada necessária à sua intervenção.

 

Quando é acionada a UMIPE:

  • Assistência a vítimas de sinistros ou a seus familiares e amigos
  • Apoio no início do processo de luto na sequência de morte inesperada e/ou traumática
  • Situações de risco iminente de suicídio
  • Emergências psiquiátricas que impliquem risco de vida para o próprio ou para outros
  • Intervenção com vítimas de abuso/violação sexual.
Voltar