12-03-2018

Gestos que Salvam! -O Que Fazer em Caso de Emergência

O Número Europeu de Emergência – 112 é atendido em primeira linha por uma Central de Emergência da Polícia de Segurança Pública (PSP), que encaminha para o INEM as chamadas que à saúde digam respeito. Após receber a chamada transferida pela Central 112, o INEM inicia um processo de localização, triagem e aconselhamento.

 

O que fazer?

 

Informe, de forma simples e clara:

  • A localização exata e, sempre que possível, com indicação de pontos de referência. Esta localização é imprescindível para enviar a ajuda necessária, devendo ser o mais completa possível;
  • O número de telefone do qual está a ligar;
  • O tipo de situação (doença, acidente, parto, etc.);
  • O número, o sexo e a idade aparente das pessoas a necessitar de socorro;
  • As queixas principais e as alterações que observa.

 

Só assim é possível o INEM enviar os meios de socorro adequados à condição clínica das vítimas, ajuda que pode passar pelo acionamento de Ambulâncias de Emergência ou Socorro, Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação, Motociclos de Emergência Médica, Helicópteros de Emergência Médica, entre outros.

 

O que não fazer?

  • Nunca desligar a chamada de emergência até que lhe digam que o pode fazer;
  • Não fazer chamadas falsas para o 112. Use este número apenas em caso de emergência.

 

Para ajudar, basta manter a calma e responder às questões colocadas pelos operadores, seguindo todas as indicações.

imagem do post do Gestos que Salvam! -O Que Fazer em Caso de Emergência
Voltar