01-02-2018

Nova Campanha de Sensibilização: INEM receita

É verdade que já todos sabemos que o Suporte Básico de Vida salva vidas e que cabe a cada um de nós fazer a diferença no momento em que alguém, mais do que nunca, precisa de ajuda. Por isso, e para relembrar alguns dos pormenores mais importantes dos procedimentos a adotar, e para estarmos sempre preparados para salvar uma vida, durante as próximas semanas vamos partilhar várias imagens com os detalhes mais importantes de cada passo a seguir para ajudar a resolver situações de obstrução da via área ou paragem cardiorrespiratória.

 

São as receitas digitais do INEM: leia, guarde e partilhe!

 

OVA 2
« 2 de 6 »

Começamos com a Obstrução da Via Aérea, no que habitualmente se designa por “engasgamento”. Quando se trata de uma obstrução por um corpo estranho a vítima vai ter dificuldade em respirar porque o ar não chega aos pulmões.

 

Se a vítima conseguir tossir, ainda passa algum ar para os pulmões e estamos perante uma Obstrução Ligeira. Se a vítima deixar de conseguir tossir, estamos perante uma Obstrução Grave da Via Aérea.

 

Num adulto ou numa criança, o procedimento é basicamente o mesmo, apenas com algumas adaptações em função da idade da vítima.

 

Como proceder perante uma obstrução da via aérea?

 

  • Enquanto a vítima conseguir tossir, encoraje a tosse na tentativa de expelir o corpo estranho;
  • Se resolver, avalie a situação e recorra a um serviço de saúde se necessário;
  • Se a vítima não conseguir tossir, aplique cinco pancadas nas costas:
    1. Coloque-se ao lado e ligeiramente por detrás da vítima;
    2. Passe o braço por baixo da axila da vítima e suporte-a a nível do tórax com uma mão, mantendo-a inclinada para a frente, numa posição tal que se algum objeto for deslocado com as pancadas possa sair livremente pela boca;
    3. Aplique até 5 pancadas com a base da outra mão, na parte superior das costas, entre as omoplatas.

 

  • Se não resolver a obstrução efetue até cinco compressões abdominais:
    1. Coloque-se por trás da vítima e circunde o abdómen da vítima com os seus braços;
    2. Feche o punho de uma mão e posicione-o acima do umbigo, com o polegar voltado contra o abdómen da vítima;
    3. Sobreponha a 2ª mão por cima da outra e aplique uma compressão rápida para dentro e para cima;
    4. Repita até cinco vezes este processo

 

  • Intercale as pancadas nas costas com as compressões abdominais até a situação se resolver ou a vítima ficar inconsciente;
  • Se a vítima ficar inconsciente, ligue de imediato 112 e inicie Suporte Básico de Vida.

 

Qualquer vítima que tenha sido sujeita a este tipo de manobras, deve ser encaminhada ao Hospital para prevenir algum tipo de lesão associada (ligue 112).

 

Particularidades da OVA Pediátrica:

No caso de um bebé (até um ano), realize as pancadas nas costas segurando-o de barriga para baixo com a cabeça levemente mais baixa do que o tórax, apoiada no seu antebraço e apoie a cabeça e a mandíbula do lactente com a sua mão;

Substitua as compressões abdominais por compressões torácicas, usando apenas 2 dedos para comprimir o tórax. Verifique a boca no final de cada ciclo de 5 compressões.

imagem do post do Nova Campanha de Sensibilização: INEM receita
Voltar